quinta-feira, 17 de abril de 2014

Lanches antigos :)

  Nesse tempo que passamos sem aparecer também andamos repetindo algumas de nossas receitas favoritas. Uma delas é a pizza. João, apesar de liberado para leite, ainda não pode ovos, então não podemos comer as pizzas industrializadas e compradas em pizzarias ainda. E além disso,  adoramos nossos lanchinhos caseiros e não pretendemos abandoná-los assim tão facilmente. Fizemos uma pizza doce de banana, uhmm, delícia,rs. Usando nossa massa para pizza da página Lanches e colocando bananas picadas e canela. 
  Também fizemos vários bolos, entre eles, um mescladinho, usando a receita de baunilha (21) da página de Bolos  , em metade da massa acrescentei uma xícara de chocolate em pó e a outra deixando branco mesmo. Para decorar João furou o bolo usando cortadores de biscoitos. Outro bolo de sucesso foi o de banana, que usei a receita número 7 da mesma página, porém colocando leite de aveia no lugar do óleo e sem as castanhas e sem o vinagre ( de tempos para cá comecei a fazer bolos simplesmente sem os ovos, sem os substituir por nada, e tem dado bem certo ). 
#pizzasemleiteesemovos, #bolosemleitedevaca #bolosemovos #aplv #lanchesemleite





terça-feira, 15 de abril de 2014

Os biscoitos mais rápidos, fáceis e saudáveis que vi - sem leite e sem ovos. - Banana com aveia

  Aqui em casa a "coisa" anda meio corrida e tumultuada. Mas gostamos muito da cozinha do João e não a  deixamos ficar inativa. Não tenho postado na hora, porém tiro as fotos e vou postando aos poucos. 
  Depois de sua introdução a novos alimentos, João apaixonou por alguns biscoitos e quer comê-los o tempo todo. Entretanto, além de ser (e ter sido) alérgicos a alguns alimentos, João tem uma mãe que tem mania de alimentação saudável, com a menor quantidade possível de açúcares e gorduras. Assim, semana passada andei fuxicando a net com objetivo de encontrar algum biscoito "ligth" para fazermos para meu filho. Encontrei o biscoito mais rápido, fácil e saudável que já vi, foi no site Pitadinha. Adorei e fiz no mesmo dia. João amou!! E pede para refazer toda hora. Como foi um sucesso, já virou lanche da escola na terça feira passada e hoje ( temos um acordo aqui,rs; terça e sexta o lanche da escola pode ser biscoito, nos outros dias são frutinhas variadas ). Mas é bem verdade que esse novo biscoito até faz parte da categoria das frutinhas, rs. Porém, como é biscoito também, a mamãe aqui fica ainda mais feliz, porque João leva biscoito industrializados somente uma vez por semana. E mesmo assim, os que consumimos aqui, são os biscoitos mais saudáveis possiveis, ele nunca comeu nada com muitos corantes e nem recheios.
  A receita não rende muito, o que é até bom, pois o biscoito estará sempre fresquinho e com mais nutrientes. Fiz biscoitos bem pequenos, para facilitar para o lanchinho da escola. No primeiro dia usei somente granola e aveia. Ontem fiz também com cereal de chocolate triturado. Dependendo da alergia de cada um, pode- se usar cereais diferentes. Receita vai para página Lanches.
#aplv #biscoitossemleite #biscoitosemovos #biscoitosdeaveia #biscoitosdebanana







segunda-feira, 31 de março de 2014

#POENOROTULO

  Já falei aqui, mais de uma vez, sobre problemas com rotulagem de produtos industrializados, e da necessidade de conferir com TODOS os fornecedores de produtos industrializado os reais ingredientes de cada produto, já que os rótulos não são nenhum pouco confiáveis. Pois então, com isso em mente, muitas mães de alérgicos, espalhadas por todo Brasil se uniram e começaram a Campanha #POENOROTULO - facebook da campanha - Com o objetivo de  ter a certeza que nossos alérgicos comem com segurança, a campanha solicita que a rotulagem de todos os produtos venham com informações precisas sobre alérgenos, não só o leite, mas também: soja, ovo, crustáceos, glúten...entre outros. Nós da A Cozinha de João sempre apoiamos a melhor informação nos rótulos e também melhor informação passada pelos médicos, que muitas vezes falham no tratamento da alergia ( isso já uma oura "briga") e por isso estamos super dentro dessa luta. Quem sabe, juntos podemos conseguir mudanças e melhoria na vida dos alérgicos.